Pular para o conteúdo

Posts com Tag ‘passo-a-passo’

dedoche de coelhinho – passo a passo

.

Para um divertido dedoche que ganha perninhas de dedos

uma inspiração de páscoa inventa o pequeno coelhinho.

O feltro é cortado e costurado com carinho,

os olhos são bordados e depois o narizinho.

Em seguida os buracos com a linha são unidos

e o plumante o recheia deixando o coelho fofinho.

As orelhas não esqueço

e também um bom detalhe,

com pastel cor de rosinha

ganha cor e um mais um charme.

.

.

E como diria meu amado filhote… BOA MÁSCOA pra todo mundo!

cogumelo de feltro

Certo dia, durante um trivial preparativo de almoço,

o olho olhou o alho, e o alho olhou de volta…

 Aqueles cabinhos de alho definitivamente

estavam pedindo para virar parte de uma brincadeira…

Um pequeno fuxico de feltro vermelho

recheado com plumante

(uma fibra de silicone muito usada para fazer bonecos de pano e almofadas)

ou um pouco de algodão,

e algumas bolinhas brancas desenhadas com cola colorida

e o cogumelo estava pronto.

De tão simples e simpático,

o cogumelo acabou ganhando

a companhia de outros cogumelinhos

que criaram um cenário ideal para fantasiar esquilinhos com nozes na mão,

passarinhos bicando no chão,

um pequeno bosque aguardando o raio de sol…

ovelhinha de foam board

Olhando os materiais disponíveis aqui em casa me deparei com um pedacinho de foam board (aquela placa de espuma sintética laminada com papel dos dois lados, que costuma ser muito utilizada para apresentação de layouts publicitários, acabamentos em molduras) e um restinho de pelúcia branca – uma boa oportunidade para fazer uma simpática ovelhinha.

Na falta de foam board, que não é necessariamente um material que se encontra em qualquer papelaria, um papelão bem grossinho pintado de preto também cria um efeito similar. Se for necessário criar mais espessura e deixar o papelão mais firme, basta  recortar e colar mais camadas de papelão para formar cada pecinha.

Depois de colar os 3 recortes de foam board, passei o cabo de uma colher na lateral para arredondar e modelar os cantos.

Cola quente serviu para recobrir a estrutura de foam board com o retângulo de pelúcia, que depois recebeu uma “aparadinha” com a tesoura.

Uma trancinha de lã no pescoço, uma pintura de preto onde a espuma branca estava aparecendo, algumas mini-abóboras…

E o melhor da festa: uma mãozinha de criança para brincar com tudo isso. Há coisa melhor?

flor de tecido com chama de vela

 

Uma pétala mimosa

faz de conta que é uma rosa

pétala em flor

botão de cor

cor formosa

eis a rosa

 

 

Essas flores de tecido produzem um efeito tão delicado

que não resisti a me aventurar e fazer uma também.

 

 

O passo-a-passo e o molde podem ser encontrado no site

(que, por sinal, é charmoso e vale uma visita mais prolongada):

www.simplyvintagegirl.com/blog/index.php/2010/05/29/tutorial-how-to-make-lovely-fabric-flowers/

 

 

Apesar de estar em inglês, as fotos são auto-explicativas.

Como molde: círculos de tamanhos variados, recortados em papelão.

Esses círculos depois recebem 5 picotes com a tesoura,

cuidando para não aproximar demais do centro.

O tecido utilizado deve ser sintético,

para enrolar com o calor da chama de uma vela.

Vale lembrar que a chama não encosta no tecido, apenas se aproxima ligeiramente,

já que esse tipo de material é bastante inflamável.

E, claro, não é trabalho para crianças…

 

 

 

Com a chama  da vela (de preferência uma de chama menor, pois fica mais fácil de manusear a flor)

trabalha-se cada círculo, formando as pétalas.

Ao final os círculos são costurados juntos, os menores dentro dos maiores.

E as flores ganham forma e descobrem novos passeios

em broches, cabelos, enfeites, presentes…

 

flor modular de origami (variações)

Embora não seja um origami tradicional pois esta flor modular utiliza cola em sua elaboração, este é um trabalho simples de fazer e o efeito obtido é muito bonito. É um ótimo projeto para iniciantes, inclusive crianças, e também um pequeno treino de ritmo e paciência.

A flor avulsa já é um detalhe bonito, mas depois de adquirir um pouco de prática vale a pena tentar fazer outras “combinações”. Acima, uma idéia para um centro de mesa. A flor do meio é solta, e em seu lugar poderia ser colocado um vidro com água e vela (cuidando com o tamanho da chama, para que em caso de vento não enconste no papel). Para se fazer a esfera completa (KUSUDAMA) são necessárias 12 flores de 5 pétalas.

Pode-se aumentar o número de pétalas para variar o resultado, e um detalhe ao centro já acrescenta um charme.

O passo-a-passo da flor está no post “flor modular de origami” (para acessar o post basta clicar na imagem lateral).

Boa diversão e muitos papéis dobrados!

para ouvir o som das águas (como fazer um pau de chuva) – rain stick musical instrument

Uma delícia é ouvir o som de percussão do pau de chuva, esse instrumento que produz um som similar ao de chuva ou de água caindo e que tem suas origens nas culturas indígenas. O pau de chuva serve tanto para criar efeitos sonoros quanto para marcar ritmo, e as crianças se encantam com seu som e sua simplicidade.

Na falta de uma versão “original” do instrumento é possível improvisar e criar um pau de chuva com materiais simples:

tubo de papelão, pregos, fita adesiva, miçangas, grãos de arroz. Se houver um bom assistente a disposição para auxiliar o trabalho, melhor ainda. O meu estava super empolgado para bater os preguinhos com seu martelo de brinquedo…

Fizemos alguns testes e o melhor resultado foi colocar os preguinhos (que não devem ser longos a ponto de perfurarem o outro lado do tubo) de forma aleatória – quanto mais, melhor, pois os grãos de arroz e as miçanguinhas demoram mais tempo para cair.

Em tempo: o martelinho de brinquedo não conseguia fazer o furo no tubo, apenas pressioná-lo para baixo…

Depois dos preguinhos, um círculo de papelão é colado em uma das extremidades. Agora é possível colocar o arroz, as miçangas, o feijão (produz um som mais grave) ou uma mistura deles no tubo. Experimente um pouco o som, adapte a quantidade de grãos – crus – e miçangas. Quando estiver satisfatório, feche o outro lado do tubo.

A seguir passe fita adesiva para vedar as extremidades, e se quiser, passe ao longo de todo o tubo para garantir que os preguinhos não saiam (bastante recomendável no caso de crianças pequenas). A decoração fica por conta da vontade de cada um. Nós utilizamos feltro e E.V.A. imitando cortiça, e colamos com cola quente.

 

Bons sons a todos!

 

você também poderá gostar de (you may also like):

joguinho da memória

O joguinho da memória é um passatempo tradicional da infância. Confeccionar as peças aproveitando caixas de papelão é uma idéia igualmente divertida.

As embalagens de brinquedos costumam ser firmes, boas para esse propósito, além de ser um pretexto para mostrar aos pequenos as primeiras noções de reciclagem e reaproveitamento de materiais.

 

Na falta de um compasso, um copo serve de molde para os círculos, que podem ser duplos, colados ao meio com cola branca para ficarem mais resistentes.

Se a vontade for acrescentar um pouco de charme, um retalho de tecido (de preferência de algodão, chita é uma alternativa alegre e barata) pode ser colado na face que não tem o desenho. Depois que o tecido secar, basta cortar com a tesoura.

Mas a diversão começa mesmo na hora de pintar cada peça… Este joguinho da foto foi pintado com tinta guache (boa opção no caso das crianças ajudarem no processo). Os desenhos foram feitos a mão livre, e alguns são inspirados em um dos livros preferidos do pequetito.

 

Se o pequeno ainda não tiver idade de acompanhar a dinâmica do jogo,

certamente encontrará outra função interessante para estas “rodelinhas coloridas”…

 

Pincéis na mão e boa diversão!

 

você também poderá gostar de (you may also like):

brincadeiras com pregador de roupa II

 

 

baila a bailarina

em seu corpinho de madeira

na face ligeira o sorriso

de quem conquista o mundo

de ponta a ponta

 

 

o pregador de madeira

agora dança

um balé ligeiro de criança pé de valsa

 

 

Estes personagens simples divertem de duas maneiras: para os pequetitos, na hora da brincadeira. Para as crianças maiores (estes foram feitos quando eu tinha 10 anos), no momento de confeccioná-los. A base do corpinho é o pregador de roupa, que é colado com cola branca. Os bracinhos são feitos com palitos de fósforo. As bailarinas tem os detalhes marcados com pirógrafo (não recomendado para crianças menores, claro) e o rostinho pintado com tinta plástica e detalhes em canetinha. Os modelos foram inspirados em um destes livros que povoaram minha infância, no estilo “faça-você-mesmo”, mas a referência perdeu-se com o tempo (serão conferidos os devidos créditos se for encontrado o título)…

 

 

 

pregadores na mão

e boa diversão

bonecos de papel

Com botões ou tachinhas, papelão, madeira ou mesmo foam board (como usado na foto acima) é possível divertir-se e aos pequeninos construindo personagens simples e maleáveis…

…que serão interpretados segundo a vontade criativa e poética

das pequetitas mãozinhas que os manuseiam (este, por exemplo, foi considerado um pato)

que depois foi colorido como um arco-iris

o tutorial e o molde original deste modelo criado por Joel Henriques encontra-se no link: http://madebyjoel.blogspot.com/2010/10/dancing-deer.html

tulipa de origami

vista assim

a olho lupa

vejo a tulipa

brincando de desvirar flor

rebrincando de virar forma

 

 

 

link com o passo a passo da tulipa de origami em tecido:

http://craftsbycarlapedreira.blogspot.com/2010/05/pap-tulipa-origami-em-tecido.html

 

* você também poderá gostar de (you may also like):

tutorial flor modular (origami)

Que tal colocar um pouco de cor no seu jardim de inspirações?

pdf: flor modular1

pdf: flor modular_2

 

você também poderá gostar de (you may also like):