Pular para o conteúdo

Posts com Tag ‘papai noel’

idéias natalinas (projeto de natal craft com crianças)

uma coletânea natalina de idéias começa por um cartão para felicitar os muito queridos…

 

Biscuit de várias cores para modelar personagens animados por “olhinhos móveis” cria um resultado divertido que especialmente as crianças apreciam.

A massinha de biscuit pode ser feita em casa ou comprada pronta, em várias cores, em lojinhas especializadas. Para quem quiser fazer a massa em casa, há diversas receitas disponíveis, inclusive de massa fria de biscuit – que ainda não testei:

link para massa fria de biscuit: http://adorobiscuit.blogspot.com/2005/08/massa-fria-para-biscuit.html

link para massa de biscuit tradicional: www.modugno.com.br/Aulasvirtuais/Recmassa/Recmassa.html

 

Olhando as árvores de natal aqui e acolá, o pequetito constantemente pergunta:

– Cadê a bolinha? Cadê a bolinha?

Sim, este item tão natalino muitas vezes não está presente nas árvores de natal. Algo compreensível no caso da combinação pouco atraente de bolinhas de vidro (as de plástico não tem o mesmo charme…) e criança de dois anos de idade. Uma alternativa são as bolinhas revestidas de tecido.

 

O material necessário para esse estilo de bolinha é uma bola de isopor, fita colorida (no caso, duas cores) e alfinetes. Com a ajuda do ferro de passar, são formados triângulos com as fitas. Estes triângulos são depois intercalados no isopor, presos pelos alfinetes.

Um laço para finalizar, e se quiser pode colocar em uma vareta de madeira para colocar em algum vaso de flores…

Mais simples do que isso é brincar com a diversidade de sementes que temos a disposição (as crianças podem ajudar a procurar durante os passeios)…

as bolinhas são simplesmente penduradas na árvore

 

 

já o presépio foi montado colando diversas sementes, brincando com os formatos e combinações possíveis para criar o cenário e os personagens

 

 

 

 

Anúncios

De papais e noéis – histórias do pequetito

Caminhando pelo shopping (já no mês de novembro)

vê o nosso pequetito um senhor-papai-noel.

Brancas barbas, largo abraço, mas nada de ho, ho, ho.

Continuando nosso trajeto, alta árvore e seus enfeites,

e novamente o senhor de vermelho veludo desfilando o ar da graça.

Em forma de grande boneco, de bonequinho e pingentes,

de feltro ou tecido, cantarolante ou desafinado.

Por que será afinal,

que tantos assim apareceram de repente?

Com dois aninhos agora completos, não sabe nosso pequetito

qual é a função exata desse senhor que se faz tão presente.

Ouviu que era Papai Noel,

acredita ser o Papai do Céu.

Ao entrar em uma loja, mais versões, de outras cores.

Pega um aqui, segura outro acolá. E define, em sua sabedoria infantil,

tudo que compreendeu sobre essa misteriosa figura,

comparando o bonequinho de tecido e o vovô senhor do abraço:

– Esse Papai Noel não fala. O alto fala.

E está dito.