Pular para o conteúdo

Posts com Tag ‘natal’

advento

fotodd

.

A casa alvorece preparativos iluminados, abrindo espaço para o respiro interior.

Um pequeno detalhe cria recantos que instigam aquietar a mente por alguns segundos, em uma singela predisposição a apreciar o belo. Delicadezas que inserem um pouco de calma a uma época de renovação e celebrações. Sorrio.

.

fotosa

Anúncios

estrela dalva

estrela

Entre festas e enfeites,

uma fresta entreaberta de poesia

pairou pitoresca sobre o piso do atelier.

Com a habilidade própria de seus 4 anos,

meu filho costurou e decorou

a singela estrela natalina

transformada em brilhante luz

pela pureza da criança.

Para acompanhar seu cintilar,

preparou também um delicado anjo

de tule e lã,

linha e afeto…

.

.

.

” – Papai, anjo tem bigode?”

.
estrela2costuraestrela3anjoestrela4

contagem natalina

estrela

.

Olhando o calendário de advento, o filho (agora com 4 anos) pergunta ao pai:

– Conta pra mim as estrelas, a mãe, o pai, o anjo, o menino?

– Há muito, muito tempo atrás havia uma mulher…

– Não. Conta pra mim.

– Há muito, muito tempo atrás…

– Não. Conta pra mim, papai. Conta.

Depois de alguns segundos (e uma ajudinha de interpretação por parte da mãe) o pai finalmente satisfaz o desejo do filho:

– Uma estrela, duas estrelas, três estrelas, quatro estrelas… doze estrelas… vinte e uma estrelas… vinte e quatro estrelas, uma mãe, um pai, um anjo e um menino!

.

DSC05379 DSC05380 DSC05383

passo a passo – anjinho de feltro

Atendendo a pedidos, um passo a passo simplificado do enfeite natalino de feltro:

anjo1

anjo2

anjo3

anjo4

como fazer um cartão de natal com a técnica de pop-up

Para começar a aprender o básico da técnica “pop-up”

 (aquela em que as formas “saltam” do plano do papel)

um bom início é se aventurar com um cartão natalino

bastante simples de fazer.

.

O material de trabalho básico para esse projeto é uma folha A4 e tesoura.

.

.

Dobre a folha de papel uma vez na horizontal. Abra.

Dobre no sentido vertical e abra novamente.

.

.

Dobre a folha ao meio no sentido do comprimento.

.

.

Marque com uma dobra uma diagonal. Abra e marque do outro lado.

Essa diagonal será a lateral do triângulo que forma a árvore de natal.

A base da árvore de natal (na figura acima, a lateral direita do triângulo)

não deve ter o comprimento maior do que a lateral do papel, caso contrário uma pontinha da árvore ficará para fora do cartão.

.

.

Com a tesoura, comece a cortar o papel respeitando o limite

da dobra em diagonal.

Os cortes podem ser feitos em intervalos regulares ou não,

depende apenas do efeito que quiser criar.

.

.

Fiz cortes aproximados, e optei por não trabalhar o corte reto.

Criei ligeiras ondulações com a tesoura,

sempre respeitando o limite da diagonal.

.

.

Após cortar até o topo, abra a folha toda e dobre novamente ao meio.

.

.

Ao abrir o cartão, a árvore deve se destacar para frente do plano do papel.

A dobra em diagonal naturalmente já vai indicar esse direcionamento.

 

.

Uma tira recortada permanece para frente, a tira seguinte deve ser dobrada  para trás. E assim sucessivamente, até todas as tiras estarem intercaladas para frente e para trás.

.

.

Para arrematar o cartão, foram coladas lantejoulas sobre as tiras em destaque na árvore.

.

.

Boa diversão!

.

O nascimento do minino Luluz

 

Para celebrarmos o Natal

com um pouco de delicadeza

foi criado um teatrinho

com bonequinhos de mesa

 

 

Uma narração suave

e a manipulação singela

contaram sobre o menino,

os reis magos, a estrela,

sobre carneiros e o burrinho

 

 

os pequenos marionetes de feltro

foram costurados a mão,

preenchidos de boas intenções,

e impulsionados pelo desejo

de se conectar com o lado mágico que existe

no olhar de cada criança

 

 

A luz suave da vela

a iluminar o trajeto

e o canto feliz dos presentes

reunindo os afetos

 

No dia seguinte pela manhã,

ao comentar com o pequetito sobre o teatrinho

e mostrar novamente os reis magos com seus presentes,

ele me pergunta diretamente:

– O minino Luluz? Presente? … É bolo?

(…)

Afinal, para que ouro

se a vida é doce?

 

Justamente Natal

Ele ainda não sabe escrever,

tampouco sabe ler (embora, é verdade, tenha a aptidão para ler pensamentos).

Não associa Papai Noel com presentes,

e é capaz de ficar de joelhos na porta de entrada de uma casa alheia

simplesmente admirando uma árvore de Natal.

A cada dia ele nos brinda com uma sabedoria pura de infância,

que ensina jóias de ser como se é.

 

Em um passeio ao ar livre, durante um momento de pulos e correria

em cima de uma rampa revestida de pedras lisas, o tombo foi certeiro.

Mamãe e papai ainda nem haviam tido tempo para avaliar se o filhote havia machucado,

quando um pequetito muito feliz levantou afirmando:

-” Só caiu, papai. Não machucou. Só caiu”.

E continuou correndo.

Que eu possa ser humilde para aprender minhas lições com o coração,

não só com a cabeça,

e que saiba aproveitar todas as chances que a vida apresenta

para que eu siga em frente .

Que eu seja puro, auto-confiante e seguro de mim mesmo

para ser capaz de sentar na soleira de uma porta aberta

(afinal, é uma porta aberta) e admirar uma árvore de natal

apenas por gostar de ver as luzinhas brilhando.

E que, sobretudo, eu possa aprender com meus tombos e levantar sorrindo,

batendo a poeira e lembrando que “só caiu. Não machucou. Só caiu…”

 

 

Um lindo Natal

repleto de significado,

e que a alegria de viver e de se superar a cada instante

seja a nossa ceia mais saborosa.

 

guirlanda guirlandinha vamos todos guirlandar…

 

Árvore e enfeites,

tudo arrumado,

mas a porta ainda pedia um cafuné…

 

Abre e fecha o dia todo,

guarda, resguarda,

também merece um natalino carinho…

 

Encontrado o modelo, foi confeccionada a guirlanda

para cumprimentar quem entra, quem sai,

quem espera, quem anuncia,

quem delibera, quem cria alegria.

Bem vindos todos!

 

link para o tutorial da guirlanda:

http://melzamelo.blogspot.com/2009/10/presepio-de-natal-de-feltro-passo-passo.html

joana das bolinhas

 

 

Cabe um bichinho

na árvore de natal?

Cabe se for a joaninha

pequenina como ela só,

tão pintadinha essa joana

assim colorida em suas bolinhas,

vestidinha como chapeuzinho vermelho

que se respingou com o potinho de tinta…

 

*a joaninha é feita de feltro vermelho, uma tirinha enrolada como no centro da flor de feltro, depois são coladas as bolinhas, outra tirinha enrolada para a cabeça, as folhas e o galho…

natal craft com crianças II

O Papai “Nueu” tem feito um verdadeiro sucesso aqui em casa, especialmente depois que vimos uma animação dos primórdios da era do cinema (The insect Christmas, de 1913, feito por Ladislaw Starewicz) onde o papai noel de enfeite desce da árvore de natal e vai para a floresta para fazer magicamente outra árvore para os insetos que por lá vivem. Eles ganham presentes, dão cambalhotas, andam com patins sobre o gelo… Tudo singelo, próprio de uma uma época em que o cinema ainda não era colorido e os personagens não falavam.

Inspirados, fomos nós elaborar mais alguns enfeites para a árvore. De feltro, para não ter problema com as quedas e os constantes “rearranjos” da decoração.

Os anjinhos foram cuidadosamente pendurados na árvore pelo pequetito… todos de cabeça pra baixo (claro, ficavam mais estáveis dessa maneira, como é que ninguém nunca pensou em pendurá-los de ponta-cabeça?)

A técnica utilizada é muito simples:

Com um pires (ou compasso, ou outro objeto circular que tenha o diâmetro desejado) marque um círculo no feltro. Recorte o círculo (rende 2 bases) e corte ao meio. Esse meio círculo já é o corpo do Papai Noel, a base do corpo do anjo e a árvore de natal. Cole o semi-círculo com cola quente formando o corpo, que é um cone. Para o Papai Noel os adereços foram colados diretamente sobre a base.

O anjo tem um rostinho feito com uma tira de feltro de aproximadamente 1cm por 18cm, que é enrolada como no centro das flores de feltro. Para colar o rostinho na base, corte a pontinha do cone.

A árvore é feita com 3 cones sobrepostos, e alguns enfeitinhos. O presente faz-se com duas tirinhas de feltro, o lacinho e uma miçanga grande que é colada dentro. Fácil, fácil.

E se tiver uma criança perto para ajudar a pendurar tudo na árvore (talvez de cabeça pra baixo – faz parte do charme), a diversão estará completa.

.

*link para o passo a passo do anjinho:

luz de natal

 

O céu a chorar de alegria suas águas de chuva

pela luz dos olhos da estrela que cantarola o mês de natal

 

Possa eu também vestir-me com a transparência e a luz de um coração tranquilo

 

paz

 

paz

 

paz

 

E que se ouça a canção

 

* a vela é feita em casa despejando a parafina líquida (derretida em banho maria e colorida com anilina)  em forminha para docinhos de festa, para lembrar que é doce estar em harmonia