Pular para o conteúdo

Posts com Tag ‘jardim’

cahoeira de flor

DSC06944

DSC06942

Anúncios

borboleta pequenina (variação do diagrama de Akira Yoshizawa)

 foto (2) foto (3)

De simples encantos

borboleteia o papel

fazendo asas de leveza

em um aéreo equilibrio.

Origami borboleta

sutilmente revela

que em seu impeto de voar

em realidade almeja

o carinhoso gesto

de presentear.

.foto (4)

image (1)

.

 * o “pulo do gato” está na finalização da borboleta. No penúltimo passo do diagrama o triângulo central não é marcado nem na base nem nas pontas laterais. Para ela ficar com a asa curvada, ao levantar o triângulo e marcar a ponta superior para prender na asa, a base do triângulo continua sem marcar. Após prender a pontinha do triângulo para frente, a borboleta é virada para frente e dobrada ao meio.

.
image

.

Essa variação do diagrama da borboleta de Akira Yoshizawa, mestre considerado por muitos o pai do origami modeno, foi encontrada no belo site GOORIGAMI. É um site delicioso, repleto de ótimos diagramas. Vale a visita.

jardim de fadas – bastidores

.

Da casca à aquarela surge voando a fada que povoa o nosso jardim

.

.

Com pétalas vestida, arruma o penteado e prepara as guloseimas para um lanche em sua mesinha de casca de árvore com potinhos de pistache…

.
.

Está armada a brincadeira…

jardim de fadas – The Magic Onion fairy garden contest (part IV)

.

O dia raiou com a luz perfeita,

incluindo o toque de mágica que precisávamos

para montar o nosso jardim de fadas – e duendes, claro,

pois meu menino não os deixaria de fora da história…

.

.

Confortavelmente instalados em seu jardim

passeavam mamãe e filhinho

por entre as casinhas de cabaça e casquinhas de pistache

.

.

Próximo a vila dos duendes a fadinha Lily iniciava mais uma de suas divertidas excursões.

Como meu menino informou que ela não teria uma casinha pois gostava de viajar, foram feitas várias casas

para que a nossa fada nomade aproveitasse bastante o folego de suas asas.

.

.

Um encontro de fada e duendes para alegrar a manhã e colocar a conversa em dia.

.

.

Para os passeios mais distantes, um chapéu de casca de noz e, atendendo a pedidos,

uma bolsinha de viagem – para carregar alguns itens basicos que uma fadinha poderia precisar no caminho…

.

.

A fadinha Lily visitando a casa da tia Frida no Vale dos Cogumelos…

.

.

E na casa da vovó…

.

Depois de muitos voos, um momento de relaxamento em uma banheira de concha

com água perfumada de jasmim

.

.

A vista do entardecer no alto dos rochedos é imperdivel

.
.

E assim, de voo em voo, voou nossa tarde em meio a fotos e brincadeiras.

passion fruit basket – cestinha de maracujá

.

No meio do café da manhã

um perfumado maracujá sussurrou no nosso ouvido

que gostaria de fazer um cafuné no jardim.

– Muito bem, seu pedido é uma ordem.

.

.

O guizo, que sempre está pronto para brincar, disse que não podia ficar de fora.

– Pode deixar, já tenho um lugar reservado pra você.

.

.

A colher, querendo a todo custo ajudar de alguma forma, retirou com cuidado a película interna do maracujá.

.

.

Foi então a vez da senhora agulha, que passou com muito jeito a ráfia trançada pela casca da fruta.

.

.

Nó na ponta, tem-se a cestinha pronta.

.

.

Ah… água para refrescar passarinhos.

.

.

Escolher o galho ideal para enfeitar o jardim…

.

.

Aveia e um punhado de migalhas para nossos amigos voadores

.

.

E um singelo arranjo de ervas e temperinhos para perfumar o dia.

Bem vindos salsinha, alecrim, manjericão, hortelã, lavanda… bem vindos sejam para nossa festa!

.