Pular para o conteúdo

Posts com Tag ‘brincadeiras com papel’

Lagarta de papel e outras guirlandas

 

Uma diversão da minha infância certamente foi fazer essas “molinhas” de papel…

 

 

…para balançar pelo teto como enfeites de festa, fazer lagartas sorridentes ou formar maleáveis perninhas e braços

de bonecos que ganham corpo de recorte de papel.

 

Na decoração elas fazem bonito como uma guirlanda na horizontal, com várias cores,

e  também como vários “raios” pendurados na vertical, um de cada cor, formando um arco-íris.

Ou uma guirlanda azul que pode receber na ponta uma delicada estrelinha  para criar um céu inspirado (imagino que deve ficar bacana usar aqueles perfuradores de papel em formatos de flores, estrelinhas ou bichinhos nas tiras antes delas serem coladas e dobradas)…

 

Com papel laminado de duas cores fica simpático fazer pequenas molinhas para pendurar na árvore de natal.

E variando com feltro ao invés de papel as molinhas criam um efeito menos vincado, que também faz um penduricalho diferente para receber alguma pedraria na ponta.

 

O modo de fazer é simples: duas tiras compridas de papel

que podem ser de uma única cor, uma de cada cor, ou tiras em degradê,

como no caso deste trabalho. O papel não deve ser molinho demais, é preferível optar por uma gramatura mediana. Claro que o resultado varia conforme o comprimento e a largura. Vale brincar para obter resultados diferentes, mas um básico é a gramatura padrão de papel ofício, ou papéis coloridos de gramatura 140. As tiras podem ter o comprimento e a largura que se desejar.

Elas são então coladas na ponta, em um ângulo reto. Depois, é só dobrar um lado pra cá, outro pra lá,

um pra cá, outro pra lá…

Essa guirlanda colorida foi totalmente inspirada no projeto da Kate, do Minieco.

Lá tem um passo-a-passo em inglês, mas com ótimas fotos, que explica bem o procedimento da guirlanda:

http://www.minieco.co.uk/folded-paper-garland/

 

 

 

 

 

 

Aqui em casa essa última versão foi a que fez mais sucesso. Até por ser mais estreita,

então a brincadeira passou a ser apertar a lagartinha e depois soltar para vê-la

saltar longe…