Pular para o conteúdo

Posts da categoria ‘instrumentos musicais’

“tambor balão” e aventuras musicais

foto (27)

.

Nascido de uma oficina de yoga, gatka e música para crianças

aonde por carinhoso convite entrei  com a parte arteira,

o tambor balão provou seu som de pequeno trovão

e ganhou mãozinhas ligeiras em cores diversas.

De simples confecção de lata

aberta em cima  e embaixo,

preso por grosso balão

e finalizado pela pintura das mãos

o tambor balão recém criado

entoou forte e em belo brado.

De cada criança

em tecido estampada

a alegria marcada de tinta

com a pequena mãozinha batizada.

.

foto (28)

.

* mais explicações sobre a confecção do tambor de balão no link tambor-de-balao

 

 

passion fruit basket – cestinha de maracujá

.

No meio do café da manhã

um perfumado maracujá sussurrou no nosso ouvido

que gostaria de fazer um cafuné no jardim.

– Muito bem, seu pedido é uma ordem.

.

.

O guizo, que sempre está pronto para brincar, disse que não podia ficar de fora.

– Pode deixar, já tenho um lugar reservado pra você.

.

.

A colher, querendo a todo custo ajudar de alguma forma, retirou com cuidado a película interna do maracujá.

.

.

Foi então a vez da senhora agulha, que passou com muito jeito a ráfia trançada pela casca da fruta.

.

.

Nó na ponta, tem-se a cestinha pronta.

.

.

Ah… água para refrescar passarinhos.

.

.

Escolher o galho ideal para enfeitar o jardim…

.

.

Aveia e um punhado de migalhas para nossos amigos voadores

.

.

E um singelo arranjo de ervas e temperinhos para perfumar o dia.

Bem vindos salsinha, alecrim, manjericão, hortelã, lavanda… bem vindos sejam para nossa festa!

.

um toque de mágica para brincar com o vento…

.

– Querido, vamos fazer uma varinha mágica?

– Vamos.

– Você quer o que na ponta dela? Uma estrela, uma flor…

– Um porco espinho.

– Hummm… Tá bom, um porco espinho…

.

E assim, munidos de uma varinha de bambu, feltro, linha e agulha, guizo, fitas de cetim, plumante e pistola de cola quente, fomos dar forma à nossa varinha mágica diferente…

tambor de balão

.

Aniversário infantil e balões são uma combinação bastante usual.

Por vezes, balões estourados e choro, também. Mas e se como mágica

o que antes era o resquício de um grande e resistente balão

se transformar rapidamente em um simpático tamborzinho?

Hummm… a história fica diferente, com certeza.

.

.

Para essa tarefa, além do balão estourado (no caso usei um balão daqueles maiores, que costumam vir com surpresinhas e doces dentro – para serem realmente estourados ao final da festa) é necessário uma lata ou copo de plástico.

Usei um grande copo de plástico flexível (de 750ml)

que estava “dando sopa” na cozinha.

Com um elástico o balão foi preso na boca do copo, procurando esticar bem. Poderia ser apenas uma camada de balão, mas no caso de crianças menores a camada dupla torna o tambor mais resistente.

Como arremate, sobre o elástico foram passadas algumas voltas de fita adesiva colorida.

O mesmo recurso foi utilizado para decorar o copo. As opções de decoração do tambor são inúmeras, mas se o objetivo inicial for sossegar o chororô do estouro do balão, uma alternativa rápida e prática será bem vinda…

O som ficou interessante, e já rendeu várias experiências musicais bem divertidas.

.

Mãos à musica!



para ouvir o som das águas (como fazer um pau de chuva) – rain stick musical instrument

Uma delícia é ouvir o som de percussão do pau de chuva, esse instrumento que produz um som similar ao de chuva ou de água caindo e que tem suas origens nas culturas indígenas. O pau de chuva serve tanto para criar efeitos sonoros quanto para marcar ritmo, e as crianças se encantam com seu som e sua simplicidade.

Na falta de uma versão “original” do instrumento é possível improvisar e criar um pau de chuva com materiais simples:

tubo de papelão, pregos, fita adesiva, miçangas, grãos de arroz. Se houver um bom assistente a disposição para auxiliar o trabalho, melhor ainda. O meu estava super empolgado para bater os preguinhos com seu martelo de brinquedo…

Fizemos alguns testes e o melhor resultado foi colocar os preguinhos (que não devem ser longos a ponto de perfurarem o outro lado do tubo) de forma aleatória – quanto mais, melhor, pois os grãos de arroz e as miçanguinhas demoram mais tempo para cair.

Em tempo: o martelinho de brinquedo não conseguia fazer o furo no tubo, apenas pressioná-lo para baixo…

Depois dos preguinhos, um círculo de papelão é colado em uma das extremidades. Agora é possível colocar o arroz, as miçangas, o feijão (produz um som mais grave) ou uma mistura deles no tubo. Experimente um pouco o som, adapte a quantidade de grãos – crus – e miçangas. Quando estiver satisfatório, feche o outro lado do tubo.

A seguir passe fita adesiva para vedar as extremidades, e se quiser, passe ao longo de todo o tubo para garantir que os preguinhos não saiam (bastante recomendável no caso de crianças pequenas). A decoração fica por conta da vontade de cada um. Nós utilizamos feltro e E.V.A. imitando cortiça, e colamos com cola quente.

 

Bons sons a todos!

 

você também poderá gostar de (you may also like):