Pular para o conteúdo

Posts da categoria ‘feltro’

coelhito de feltro – molde

.

Costurinha aqui,

costurinha acolá…

Coelhinho a saltar

piruetas de feltro e linha

com o olho de miçanguinha

e a barriga repleta

de fofura e plumante.

Um rabinho de pompom branco na ponta,

e ei-lo pronto num instante.

.

Anúncios

passo a passo – anjinho de feltro

Atendendo a pedidos, um passo a passo simplificado do enfeite natalino de feltro:

anjo1

anjo2

anjo3

anjo4

jardim de fadas – bastidores

.

Da casca à aquarela surge voando a fada que povoa o nosso jardim

.

.

Com pétalas vestida, arruma o penteado e prepara as guloseimas para um lanche em sua mesinha de casca de árvore com potinhos de pistache…

.
.

Está armada a brincadeira…

jardim de fadas – The Magic Onion fairy garden contest (part IV)

.

O dia raiou com a luz perfeita,

incluindo o toque de mágica que precisávamos

para montar o nosso jardim de fadas – e duendes, claro,

pois meu menino não os deixaria de fora da história…

.

.

Confortavelmente instalados em seu jardim

passeavam mamãe e filhinho

por entre as casinhas de cabaça e casquinhas de pistache

.

.

Próximo a vila dos duendes a fadinha Lily iniciava mais uma de suas divertidas excursões.

Como meu menino informou que ela não teria uma casinha pois gostava de viajar, foram feitas várias casas

para que a nossa fada nomade aproveitasse bastante o folego de suas asas.

.

.

Um encontro de fada e duendes para alegrar a manhã e colocar a conversa em dia.

.

.

Para os passeios mais distantes, um chapéu de casca de noz e, atendendo a pedidos,

uma bolsinha de viagem – para carregar alguns itens basicos que uma fadinha poderia precisar no caminho…

.

.

A fadinha Lily visitando a casa da tia Frida no Vale dos Cogumelos…

.

.

E na casa da vovó…

.

Depois de muitos voos, um momento de relaxamento em uma banheira de concha

com água perfumada de jasmim

.

.

A vista do entardecer no alto dos rochedos é imperdivel

.
.

E assim, de voo em voo, voou nossa tarde em meio a fotos e brincadeiras.

carrinho de bebê duende feito com casca de noz (fairy garden part III)

Para alegrar mais a festa,

nada como um carrinho de bebê

feito com arame e casca de noz

e rodinhas de botão amarelinho…

.

E como carrinho de bebê sem bebê

é algo que não tem muita graça,

um pequetito pequetitinho

para dormir no carrinho…

.
.

.

Ah, colo de mãe

é algo que não se dispensa…

Fizemos logo uma “duenda”

para a história ficar completa…

passo a passo duende de graveto – (fairy garden part II)

Decididamente um pequeno jardim de fadas

merece pequeninos duendes de gravetos.

Até por que a historinha que vem sendo mais pedida aqui em casa

tem um simpático duende de gorrinho vermelho que não poderia ficar de fora da brincadeira.

E para a imaginação alcançar montanhas,

 quanto mais simples o bonequinho, melhor.

.

Um semi-circulo de feltro vermelho deu conta do recado pra o famoso gorrinho…

.

.

Com quase quatro anos, o filhote já se aventura cuidadosamente em alguma costura…

.

.

Com a mamãe sempre por perto para o caso das coisas se “enrolarem” um pouquinho…

.

.

Escolhido o graveto,

este foi ligeiramente “afiado” na ponta

com a ajuda de um estilete (e, claro, sem a ajuda de uma criança…)

.

.

Graveto, gorrinho…

Que tal um punhado de lã para a barba e os cabelos?

.

.

Uma “underwear” verde de fita floral…

.

E uma capa vermelha para arrematar o estilo…

.
.

Voilá!

..

Mãe Terra

Inteira existência envolve em seu carinhoso abraço de mãe

recebendo cada criatura, som, flor e relva

como seus muito amados filhos

 a viverem da generosidade pulsante de sua epiderme

.

.

* boneca de feltro confeccionada  a partir do modelo criado pela talentosa Mimi kirchner, disponível no link:

http://www.purlbee.com/hand-sewn-felt-dolls/2009/4/8/mimi-kirchners-hand-sewn-felt-doll.html

.

 O principio da bonequinha:

coroa de primavera (coroa com flores de feltro)

.

Coroada de jardim

reina a primavera

em seu castelo de margaridas.

Enfeita-se com a fantasia

de mágicos lugares aonde o sonho faz sua visita diurna

recebendo na face

o beijo furtivo do vento

que ensina o assobio aos passarinhos

.

.

Flores dispostas com muitas pétalas

traçam um desenho sobre a mesa.

O gesto acompanha o jardim de feltro

assim horizontalmente disposto.

Com lápis e pensamento são traçados os contornos

da coroa que transforma a menina

em princesa, fada, rainha.

.

Cinco pétalas

unidas em roda

formam a flor

que cantarola antigas cantigas

.

.

Um picote em feltro branco

faz a pequena margarida

com suas pétalas delicadas

de noiva aparece vestida.

.

.

No centro um amarelo rolinho

feito de estreita tira de feltro

forma a espiral enrolada

para ser depois costurada.

.

.

Um pouco de feltragem com agulha

completa as outras flores

centralizando um belo laranja

em meio a outras cores.

.

.

A costura e o arremate,

um elástico recoberto de tecido.

Ao jardim com a coroa!

E o resto está por vir…

*obrigada Fabiana pelo caprichoso arremate com a máquina de costura e pela parceria carinhosa que tanto alegra minhas idéias.

 

bandeirolas juninas de feltro – preparativos…

.

O frio se aconchega no ventar do jardim

e o tempo pede o carinho de uma caneca quente

repleta de afeto, chá, canjica, cural, caldinho…

A casa escolhe outras vestes,

cores alegres,

e enfeites de pequeninas bandeirolas.

Com um largo sorriso

a criança aprende o ritmo da festa

seguindo com seu interno pulsar o compasso da canção

carregando com alegria

o precioso balão de são joão..

.

.

.

.

* a mimosa idéia das pequenas bandeirolas de feltro foi sugerida pela Kely, em uma linda manhã de oficina na escola…

para Christian – os limites do mundo

.

.

.

Amor, meu menino

aproxima-se o dia de nossa despedida,

primeira, mas não última.

Por que a vida ganha pernas longas

em sua comprida caminhada

e as vezes faz cobrar um tempo

de trilha desacompanhada.

Viajo para outro sol

mas volto breve

para longo abraço.

Na minha ausencia

faço valer o bater do coração de mãe

compassado de saudade.

Amor menino,

mamãe se vai com um beijo,

fica o coração pedindo abrigo

em colo de pai, vó e vovô.

E, verdade seja dita,

mais o meu do que o seu,

resolvido que é,

no alto de seus 3 anos de vida…

Estou contigo agora e sempre.

.

Com amor,

mamãe

um toque de mágica para brincar com o vento…

.

– Querido, vamos fazer uma varinha mágica?

– Vamos.

– Você quer o que na ponta dela? Uma estrela, uma flor…

– Um porco espinho.

– Hummm… Tá bom, um porco espinho…

.

E assim, munidos de uma varinha de bambu, feltro, linha e agulha, guizo, fitas de cetim, plumante e pistola de cola quente, fomos dar forma à nossa varinha mágica diferente…