Pular para o conteúdo

Posts da categoria ‘brinquedos’

a praia encantada do reino das rolhas d´água

DSC05877

.

A população de rolhas local

aproveita a tarde agradável

e a breve brisa

para um banho de mar

nas águas cristalinas

e, por vezes, um pouco turbulentas,

intercalando descansos e aventuras,

barcos e mergulhos,

castelos e pedregulhos…


DSC05863
DSC05861 DSC05860 DSC05858 DSC05854

Anúncios

pedriscos encantados


DSC05685

.

Sobre a cascata de brancos seixos

deságua a cachoeira

de cores e princesas,

castelos, principes,

espadas e dragões.

.

DSC05687

.

Com mão firme

como convém a um real cavaleiro

e tinta dimensional

que compõe o arsenal do artesão,

surge pequeno e ligeiro

sobre a primeira pedra polida o rei,

ainda desprovido de súditos,

mas já iniciando sua nobre função.

.

DSC05690

.
DSC05693 DSC05695 DSC05696

.

Cetro e coroa

eis o rei posto.

Seu território de tintas

povoa com gosto.

.
DSC05698

.

-” Morar em um palhaço? Isso não faço.”, diz nosso rei, com precaução.

Mas a criança querida

aprende com a vida,

e “palácio” ainda não é

uma palavra conhecida…

.

DSC05702 DSC05706 DSC05708

Para vestir realeza

e encantar jardins e fadas

pincel e acrílica tinta

criam novos matizes para o mágico reino.

.

DSC05711 DSC05712 DSC05716

Após um pedido bem explicado,

um dragão que agradou

mas que não atendeu, segundo a infantil exigência,

o quesito de “assustador”.

Gentil, o menino também aceita com carinho

o verde dragão fofinho.

.DSC05718 DSC05722 DSC05733

DSC05758

.

Espada em punho

é chegado o momento

de desbravar gramas e florestas

.
DSC05753 DSC05747

.

E como toda brincadeira

tem lúdicas reviravoltas

a casa de duendes

se desdobra em inusitadas cambalhotas.

.

DSC05743 DSC05739

principe cavaleiro dos jardins de afeto e prosa

Solicitada foi

pelo bem amado principe regente

uma espada de madeira

para honrar a descoberta

de novos rumos do brincar.

.

Em terra de macarrão de letrinhas e dragões com rabos de folha,

florestas de gramíneas e duendes que galopam elefantes,

forjou-se a desejada espada

com a faca de cozinha, cola de madeira,

barbante e uma ripa de caixa de feira…

Espada pronta, deu-se a ordem imediata:

A brincar!

lisonjeiro

 

 

– Mamãe, ainda existe dinossauro?

– Não, querido. Eles não existem há muito, muito tempo.

– Quando você era criança eles existiam?

.

.

*uma visita ao museu natural aonde pudemos um “show de ossos de dinossauro”, como diria meu filho, despertou um interesse em saber mais sobre dinossauros e dragões. Quando percebi, o dinossauro de origami (diagrama de Kunihiko Kasahara) havia ficado muito mais estiloso através das mãos e idéias do menino: asas cuidadosamente recortadas foram coladas em sua lateral, fogo de três cores (vermelho, azul e amarelo) saia da boca do que passou a ser um dragão e ele também ganhou três olhos, um para olhar o teto, claro.

lembranças e bolo de cenoura

Aniversário de criança pede uma série de detalhes,

como bolo confeitado e lembrancinhas.

Para os 4 anos reeditamos o clássico da massinha caseira, um dos favoritos entre as crianças pequenas.

.

Divertido de fazer e de brincar…

* para quem quiser, a receita básica de massinha já foi publicada anteriormente aqui no blog

calangando

.

Coisa engraçada esse ganchinho

de prender meia e chinelo.

Ao olhar seu pequeno formato

que mais parece um ponto de interrogação,

a mão torceu-o para o lado,

e o restante fez a imaginação.

Com um pouco de  tinta acrilica

para garantir o colorido

e os olhos nele colados

pra ficar mais divertido,

fez-se logo um calango

a calanguear o sol no jardim…

.

coelhito de feltro – molde

.

Costurinha aqui,

costurinha acolá…

Coelhinho a saltar

piruetas de feltro e linha

com o olho de miçanguinha

e a barriga repleta

de fofura e plumante.

Um rabinho de pompom branco na ponta,

e ei-lo pronto num instante.

.

o cinto de ferramentas

As demandas do filhote são sempre um tanto quanto inusitadas e estimulam a nossa criatividade. Desta vez não foi diferente.

– Mamãe, faz pra mim um cinto de ferramentas? Faz agora, mamãe?

– Humm…

E eis a mãe com máquina de costura e tecidos, velcro e ferramentas, elaborando o assunto de novas brincadeiras…

.

.

O resultado? Cinto testado e aprovado.

jardim de fadas – casinha de cabaça

jardim de fadas – bastidores

.

Da casca à aquarela surge voando a fada que povoa o nosso jardim

.

.

Com pétalas vestida, arruma o penteado e prepara as guloseimas para um lanche em sua mesinha de casca de árvore com potinhos de pistache…

.
.

Está armada a brincadeira…

jardim de fadas – The Magic Onion fairy garden contest (part IV)

.

O dia raiou com a luz perfeita,

incluindo o toque de mágica que precisávamos

para montar o nosso jardim de fadas – e duendes, claro,

pois meu menino não os deixaria de fora da história…

.

.

Confortavelmente instalados em seu jardim

passeavam mamãe e filhinho

por entre as casinhas de cabaça e casquinhas de pistache

.

.

Próximo a vila dos duendes a fadinha Lily iniciava mais uma de suas divertidas excursões.

Como meu menino informou que ela não teria uma casinha pois gostava de viajar, foram feitas várias casas

para que a nossa fada nomade aproveitasse bastante o folego de suas asas.

.

.

Um encontro de fada e duendes para alegrar a manhã e colocar a conversa em dia.

.

.

Para os passeios mais distantes, um chapéu de casca de noz e, atendendo a pedidos,

uma bolsinha de viagem – para carregar alguns itens basicos que uma fadinha poderia precisar no caminho…

.

.

A fadinha Lily visitando a casa da tia Frida no Vale dos Cogumelos…

.

.

E na casa da vovó…

.

Depois de muitos voos, um momento de relaxamento em uma banheira de concha

com água perfumada de jasmim

.

.

A vista do entardecer no alto dos rochedos é imperdivel

.
.

E assim, de voo em voo, voou nossa tarde em meio a fotos e brincadeiras.