Pular para o conteúdo

Posts da categoria ‘brincadeiras’

brincando de casinha

foto (31)

.

Casinha de papel

pelo sol iluminada

brincando de inventar

uma vila ensolarada

com um único papel,

dobra e recorte,

um pouco de cola

e ei-la, que sorte.

Assim anima o menino,

que aninhado se recupera

dessas destemperanças de infância

que nos ensinam paciência

e convidam a inventar o simples

e a estar presente

no pequeno gesto

e no carinho da palavra.

.

foto (30).

Anúncios

brinquedos de banho com feltro

DSC06463

Os recortes simples de feltro

banho também querem tomar

e depois de bem molhados

 na parede os vamos grudar.

Contam histórias, inventam,

grudam e desgrudam sem cessar.

Ao final da brincadeira,

ficam lá até secar…

Novo dia, novas histórias,

patos a voar, corações alados, ursos,

árvores que visitam terra e mar.

DSC06462

* a idéia funciona bem com recorte simples, e como é muito prática e rápida de realizar fica fácil criar novos personagens para as histórias. As peças podem ser costuradas ou soltas, montadas na hora. Bicos ou detalhes muito pequenos podem ser pintados diretamente no feltro com tinta para tecido.

carimbando com couve-flor (encadernação simples)

_DSC0521 (2)

_DSC0522 (2)

_DSC0524 (2)

_DSC0525 (2)

_DSC0529 (2)

_DSC0526 (2)

_DSC0527 (2)

_DSC0530 (3)

Couve1

Couve2

_DSC0532 (2)_DSC0543 (2)

_DSC0541 (2)

casinha de caixa de papelão

DSC04536

.

Uma casinha rústica e livre,

repleta de recortes e tinta

sem bordados e rebordados tão a gosto dos adultos

e que abriga uma vastidão de enredos mirabolantes

especialmente criados para seu pequeno morador de papelão…

.

DSC04555

DSC04561 DSC04562
DSC04544 DSC04549

DSC04558

carimbo com abobrinha

DSC04836

.

Vontade de fazer um cartão para a vovó

aliada à abobrinha preparada para o jantar

resultaram em uma barriguinha satisfeita

e um carimbo totalmente simples que rendeu muitas flores (ou estrelinhas)

no papel colorido e carimbado com carinho…

.

DSC04846 DSC04847 DSC04849 DSC04852

Nosso majestoso elefante purpurina

DSC05515

DSC05518

.

Imenso e imponente,

estiloso e muito forte,

a imagem do elefante indiano

recoberto de pinturas e pedrarias

impressionou as idéias de criança.

Com um molde em papel craft

pela mãe recortado e colado

o menino habilmente colocou a prova

um combinação de brilhos e cores

faiscantes estrelas

e coloridas purpurinas.

Fez a alegria da tarde

e a festa da mesa

na hora de lanchar

.

.

.DSC05522

DSC05523

DSC05529

DSC05525DSC05535

DSC05538DSC05531

DSC05540DSC05549 DSC05545









a piscina das bolhas de sabão

DSC05043

Bolhas de sabão são uma daquelas coisas simples e mágicas

que nos encantam pelo inefável. Quando acompanhadas pelo morno de um sol de tarde

e a delicadeza de uma criança, sabem fazer cosquinhas na alma…

.

DSC05038

DSC05046

.

Pequeninas, quase diminutas,

amontoadas como um cacho de frutas arco iris

ou maiores, meia lua cheia de reflexos multicor,

lindas bolhas de sabão que se aninham ao alcance da mão que brinca.

.

DSC05048 DSC05050 DSC05052 DSC05053

Aliadas à um piscina inflável e canudinhos,

as bolhas se multiplicam com ligeireza,

ganham contornos e pululam como crianças serelepes

divertindo-se em um clube num dia quente de verão…

.DSC04993 DSC04998 DSC05002 DSC05005

a praia encantada do reino das rolhas d´água

DSC05877

.

A população de rolhas local

aproveita a tarde agradável

e a breve brisa

para um banho de mar

nas águas cristalinas

e, por vezes, um pouco turbulentas,

intercalando descansos e aventuras,

barcos e mergulhos,

castelos e pedregulhos…


DSC05863
DSC05861 DSC05860 DSC05858 DSC05854

tatus e refeições bolinhas

DSC05894

.

Em meio a um corriqueiro jantar

decidiu a casca da laranja brincar sobre a mesa

descascando-se e enrolando como pata de prato,

e cara e pé de tatu bolinha…

A brincadeira rendeu e ganhou história,

e o tatu foi dotado de primo e local de nascimento

rendendo gostosas risadas de conversinha antes de dormir…

.

DSC05910

desenhos, lagoas e jacarés

DSC05774

.

Carvão em punho

desenho no chão

liberdade de criar

crocodilo em pedra,

 bocarra repleta de dentes

de preto traço e larga ousadia

.

DSC05764

.

Em expansivo e indubitável gesto

o azul do giz recobre o réptil com a rapidez das águas,

intensidade e vontade certa.

“-Por que, menino… estava tão bonito…”,

lamenta um adulto pensamento

que olha para o desenho com olhar do que se foi

“- O crocodilo está dentro da lagoa…”,

ensina o querido menino, 

vivenciando inteiro a poesia do agora

.
DSC05762 DSC05761

pedriscos encantados


DSC05685

.

Sobre a cascata de brancos seixos

deságua a cachoeira

de cores e princesas,

castelos, principes,

espadas e dragões.

.

DSC05687

.

Com mão firme

como convém a um real cavaleiro

e tinta dimensional

que compõe o arsenal do artesão,

surge pequeno e ligeiro

sobre a primeira pedra polida o rei,

ainda desprovido de súditos,

mas já iniciando sua nobre função.

.

DSC05690

.
DSC05693 DSC05695 DSC05696

.

Cetro e coroa

eis o rei posto.

Seu território de tintas

povoa com gosto.

.
DSC05698

.

-” Morar em um palhaço? Isso não faço.”, diz nosso rei, com precaução.

Mas a criança querida

aprende com a vida,

e “palácio” ainda não é

uma palavra conhecida…

.

DSC05702 DSC05706 DSC05708

Para vestir realeza

e encantar jardins e fadas

pincel e acrílica tinta

criam novos matizes para o mágico reino.

.

DSC05711 DSC05712 DSC05716

Após um pedido bem explicado,

um dragão que agradou

mas que não atendeu, segundo a infantil exigência,

o quesito de “assustador”.

Gentil, o menino também aceita com carinho

o verde dragão fofinho.

.DSC05718 DSC05722 DSC05733

DSC05758

.

Espada em punho

é chegado o momento

de desbravar gramas e florestas

.
DSC05753 DSC05747

.

E como toda brincadeira

tem lúdicas reviravoltas

a casa de duendes

se desdobra em inusitadas cambalhotas.

.

DSC05743 DSC05739