Pular para o conteúdo

Posts da categoria ‘bonecos’

ovelã, ovelinha e outros fios de história costurada…

 

Ovelã, ovelinha

do tecido floreado

agulha

fio azul

e sininho prateado

 

 

Ovelhinha,

minha ovelha

de florzinha até na orelha

 

 

Ovelha, ovelhinha,

do pezinho bem mimoso

xadrez azul na barriga,

mas será que não é um cachorro?

 

 

Se é que late

ou se faz béé béé

isso não se pode afirmar

mas quando a criança a abraça

sabe que vai a brincar

e saltar no campo florido

é tudo que está a desejar

 

Ovelha, ovelhinha

cem em meu sonhos estão a saltar

ovelha, ovelhinha,

o sono está a embalar…

 

Link para o molde da ovelha de tecido: http://www.patternbee.com/FREELAMBKIN.html

* você também poderá gostar de (you may also like):

Anúncios

Brigite e os doces nozinhos da infância

 

Pedacinho de pano,

assim, assim,

suspira, dança,

faz um bailado,

enrola na cabeça longa trança,

boneca macia

pra dormir a meu lado

com seu laranjinha

cabelo arrepiado

 

 

Boneca Brigite,

tão simples que é,

ganha vida nos gestos

de nossa brincadeira

com sua maneira

de ser assim, assim

tão bonequinha

com seus nozinhos da mão e do pé

 

 

 

Bonequinha Brigite,

que tal uma prosa,

um chá de romã,

e biscoitinho de rosas?

 

 

Chá quentinho é bom,

biscoitinho é saboroso,

Mas um amasso cheiroso

de um fofo menino

é, sim, de fato,

bem mais gostoso

 

 

 

E como até bonequinha precisa ter estilo

a louça de brinquedo tem tachinho de cobre,

panelinha de madeira,

toalha de mesa (que foi do padrinho, quando este começou na escolinha),

paninho de crochet (da cozinha da vovó),

e outros garimpos daqui e acolá,

com cestinha de bambu que vira mesinha, cadeira, caminha…

Inventa que inventa,

a regra é brincar.

 

*você também poderá gostar de (you may also like):

O nascimento do minino Luluz

 

Para celebrarmos o Natal

com um pouco de delicadeza

foi criado um teatrinho

com bonequinhos de mesa

 

 

Uma narração suave

e a manipulação singela

contaram sobre o menino,

os reis magos, a estrela,

sobre carneiros e o burrinho

 

 

os pequenos marionetes de feltro

foram costurados a mão,

preenchidos de boas intenções,

e impulsionados pelo desejo

de se conectar com o lado mágico que existe

no olhar de cada criança

 

 

A luz suave da vela

a iluminar o trajeto

e o canto feliz dos presentes

reunindo os afetos

 

No dia seguinte pela manhã,

ao comentar com o pequetito sobre o teatrinho

e mostrar novamente os reis magos com seus presentes,

ele me pergunta diretamente:

– O minino Luluz? Presente? … É bolo?

(…)

Afinal, para que ouro

se a vida é doce?

 

brincadeiras com pregador de roupa II

 

 

baila a bailarina

em seu corpinho de madeira

na face ligeira o sorriso

de quem conquista o mundo

de ponta a ponta

 

 

o pregador de madeira

agora dança

um balé ligeiro de criança pé de valsa

 

 

Estes personagens simples divertem de duas maneiras: para os pequetitos, na hora da brincadeira. Para as crianças maiores (estes foram feitos quando eu tinha 10 anos), no momento de confeccioná-los. A base do corpinho é o pregador de roupa, que é colado com cola branca. Os bracinhos são feitos com palitos de fósforo. As bailarinas tem os detalhes marcados com pirógrafo (não recomendado para crianças menores, claro) e o rostinho pintado com tinta plástica e detalhes em canetinha. Os modelos foram inspirados em um destes livros que povoaram minha infância, no estilo “faça-você-mesmo”, mas a referência perdeu-se com o tempo (serão conferidos os devidos créditos se for encontrado o título)…

 

 

 

pregadores na mão

e boa diversão

Yuri

Da madeira, para a bisneta,

“grosspap” Kranz fez um bercinho.

Foi ele ter com os anjos,

e ela um dia teve um anjinho.

Agora, no berço tataraneto,

dorme Yuri, pequetito.

Sob verde trama

em tear de pregos tecida,

tem ele um sono tranquilo.

Yuri com carinho foi feito,

e com lã foi bem estofadinho

para receber abraço apertado

de um bem amado menininho.

 

 Então vamos logo aos brinquedos,

que o menino já fez um aninho!

Para fazer um boneco de pano no estilo Waldorf (os chamados Waldorf dolls, ou Steiner dolls), duas indicações de livro:

Making Waldorf Dolls, de Maricristin Sealey – editora Hawthorn Press (o molde do Yuri foi tirado de lá, e o modelo da cabeça foi do outro livro)

Making Dolls, de sunnhild Reinckens – editora Floris Books

Festa festinha

Festa de criança lembra ternura, ar livre, dia ensolarado,

bolhas de sabão, banho de piscina (para as crianças mais pequetitas, aquelas piscininhas infláveis funcionam deliciosamente), catavento, guloseimas…

Flores de boas vindas…

varal de fotos

e também diversão na escolha dos materiais para a decoração:

Estrelinhas de feltro brincam em um céu inventado, passeando ao lado da lanterna japonesa que virou um belo balão para flutuar pelo teto (uma pequena metragem de fita de cetim unindo o balão a uma cestinha de palha com bonequinhos de feltro, e eis nosso balão de aventuras)

enquanto mais lanterninhas complementam o ambiente, cercadas de folhagens e luz ensolarada de um dia que nos brindou com cores maravilhosas…

coloridas bolas de vinil flutuam despreocupadamente

em um cantinho só seu

e no centro da mesa, o tomilho, essa erva de aroma marcante e folhinhas delicadas conversa com as duas cores de florzinhas,

enquanto a alface crespa, assim mesmo plantadinha,

ganha as atenções com a flor branca mimosinha

Com feltro se faz um barquinho daqueles que todo mundo aprendeu na infância (cola quente para arrematar os detalhes)

para a imaginação navegar mais longe,

Os personagens, também de feltro, seguem um pouco a linha dos bonecos Waldorf (Steiner dolls).

Link para o tutorial dos bonequinhos: http://soozs.blogspot.com/2006/06/how-to-make-steiner-doll.html

E para lembrar da festa, a caneca de porcelana pintada a mão recebe o arranjo florido e o anjinho, desejando bençãos aos queridos que compartilharam deste momento tão especial.

 Um brinde a todos os pequetitos que fazem de nossa vida uma alegria e a meu pequetito em seu primeiro ano de vida.