Pular para o conteúdo

Posts da categoria ‘bonecos’

Galinha da Angola

image

O filho mais novo, com menos de um ano e meio, está na deliciosa fase de aprender a falar e se encantar com os bichinhos – especialmente as “cocós”. Surgiu daí a inspiração para criar essa simpática galinha da Angola.

image

A opção foi por usar o tecido de algodão preto e pintar os detalhes (pintinhas,  bico, crista) com tinta para tecido,  para dar um visual mais orgânico. 

image

Antes mesmo de ficar pronta a cocó da Angola já desfilava pelo jardim,  fazendo o maior sucesso nas brincadeiras.  Precisou de um reforço extra no pescoço (estrutura interna) para resistir ser carregada pra lá e pra cá e topou qualquer parada,  até mesmo brincar na gangorra…

Anúncios

Tempero, tempero meu.

IMG_20141106_152309

 

Cabeça de alho

pega a estrada

e aventura-se entre morros de felpudos tapetes,

bolas, pandeiros,

sofá e travesseiros.

Traz junto seu bom amigo,

Mister Ginger,

aviador experiente,

que escapa de solavancos,

vai de nuvem a chão em poucos segundos,

e nas mãos de um menino, junto com o Alho,

desvenda o mundo.

Ei-los.

IMG_20141106_152355

 

cheirinho junino

image

 

Um pouco de cor e delicadeza

faz a mesa posta mais festeira

com bandeirolas brejeiras

e uma pequena fogueira.

Duas crianças felizes

a brincar de roda junina

cirandando passo e verso

ao som do acordeom.

A celebrar!

pedriscos encantados


DSC05685

.

Sobre a cascata de brancos seixos

deságua a cachoeira

de cores e princesas,

castelos, principes,

espadas e dragões.

.

DSC05687

.

Com mão firme

como convém a um real cavaleiro

e tinta dimensional

que compõe o arsenal do artesão,

surge pequeno e ligeiro

sobre a primeira pedra polida o rei,

ainda desprovido de súditos,

mas já iniciando sua nobre função.

.

DSC05690

.
DSC05693 DSC05695 DSC05696

.

Cetro e coroa

eis o rei posto.

Seu território de tintas

povoa com gosto.

.
DSC05698

.

-” Morar em um palhaço? Isso não faço.”, diz nosso rei, com precaução.

Mas a criança querida

aprende com a vida,

e “palácio” ainda não é

uma palavra conhecida…

.

DSC05702 DSC05706 DSC05708

Para vestir realeza

e encantar jardins e fadas

pincel e acrílica tinta

criam novos matizes para o mágico reino.

.

DSC05711 DSC05712 DSC05716

Após um pedido bem explicado,

um dragão que agradou

mas que não atendeu, segundo a infantil exigência,

o quesito de “assustador”.

Gentil, o menino também aceita com carinho

o verde dragão fofinho.

.DSC05718 DSC05722 DSC05733

DSC05758

.

Espada em punho

é chegado o momento

de desbravar gramas e florestas

.
DSC05753 DSC05747

.

E como toda brincadeira

tem lúdicas reviravoltas

a casa de duendes

se desdobra em inusitadas cambalhotas.

.

DSC05743 DSC05739

contagem natalina

estrela

.

Olhando o calendário de advento, o filho (agora com 4 anos) pergunta ao pai:

– Conta pra mim as estrelas, a mãe, o pai, o anjo, o menino?

– Há muito, muito tempo atrás havia uma mulher…

– Não. Conta pra mim.

– Há muito, muito tempo atrás…

– Não. Conta pra mim, papai. Conta.

Depois de alguns segundos (e uma ajudinha de interpretação por parte da mãe) o pai finalmente satisfaz o desejo do filho:

– Uma estrela, duas estrelas, três estrelas, quatro estrelas… doze estrelas… vinte e uma estrelas… vinte e quatro estrelas, uma mãe, um pai, um anjo e um menino!

.

DSC05379 DSC05380 DSC05383

passo a passo – anjinho de feltro

Atendendo a pedidos, um passo a passo simplificado do enfeite natalino de feltro:

anjo1

anjo2

anjo3

anjo4

jardim de fadas – bastidores

.

Da casca à aquarela surge voando a fada que povoa o nosso jardim

.

.

Com pétalas vestida, arruma o penteado e prepara as guloseimas para um lanche em sua mesinha de casca de árvore com potinhos de pistache…

.
.

Está armada a brincadeira…

jardim de fadas – The Magic Onion fairy garden contest (part IV)

.

O dia raiou com a luz perfeita,

incluindo o toque de mágica que precisávamos

para montar o nosso jardim de fadas – e duendes, claro,

pois meu menino não os deixaria de fora da história…

.

.

Confortavelmente instalados em seu jardim

passeavam mamãe e filhinho

por entre as casinhas de cabaça e casquinhas de pistache

.

.

Próximo a vila dos duendes a fadinha Lily iniciava mais uma de suas divertidas excursões.

Como meu menino informou que ela não teria uma casinha pois gostava de viajar, foram feitas várias casas

para que a nossa fada nomade aproveitasse bastante o folego de suas asas.

.

.

Um encontro de fada e duendes para alegrar a manhã e colocar a conversa em dia.

.

.

Para os passeios mais distantes, um chapéu de casca de noz e, atendendo a pedidos,

uma bolsinha de viagem – para carregar alguns itens basicos que uma fadinha poderia precisar no caminho…

.

.

A fadinha Lily visitando a casa da tia Frida no Vale dos Cogumelos…

.

.

E na casa da vovó…

.

Depois de muitos voos, um momento de relaxamento em uma banheira de concha

com água perfumada de jasmim

.

.

A vista do entardecer no alto dos rochedos é imperdivel

.
.

E assim, de voo em voo, voou nossa tarde em meio a fotos e brincadeiras.

carrinho de bebê duende feito com casca de noz (fairy garden part III)

Para alegrar mais a festa,

nada como um carrinho de bebê

feito com arame e casca de noz

e rodinhas de botão amarelinho…

.

E como carrinho de bebê sem bebê

é algo que não tem muita graça,

um pequetito pequetitinho

para dormir no carrinho…

.
.

.

Ah, colo de mãe

é algo que não se dispensa…

Fizemos logo uma “duenda”

para a história ficar completa…

passo a passo duende de graveto – (fairy garden part II)

Decididamente um pequeno jardim de fadas

merece pequeninos duendes de gravetos.

Até por que a historinha que vem sendo mais pedida aqui em casa

tem um simpático duende de gorrinho vermelho que não poderia ficar de fora da brincadeira.

E para a imaginação alcançar montanhas,

 quanto mais simples o bonequinho, melhor.

.

Um semi-circulo de feltro vermelho deu conta do recado pra o famoso gorrinho…

.

.

Com quase quatro anos, o filhote já se aventura cuidadosamente em alguma costura…

.

.

Com a mamãe sempre por perto para o caso das coisas se “enrolarem” um pouquinho…

.

.

Escolhido o graveto,

este foi ligeiramente “afiado” na ponta

com a ajuda de um estilete (e, claro, sem a ajuda de uma criança…)

.

.

Graveto, gorrinho…

Que tal um punhado de lã para a barba e os cabelos?

.

.

Uma “underwear” verde de fita floral…

.

E uma capa vermelha para arrematar o estilo…

.
.

Voilá!

..

Mãe Terra

Inteira existência envolve em seu carinhoso abraço de mãe

recebendo cada criatura, som, flor e relva

como seus muito amados filhos

 a viverem da generosidade pulsante de sua epiderme

.

.

* boneca de feltro confeccionada  a partir do modelo criado pela talentosa Mimi kirchner, disponível no link:

http://www.purlbee.com/hand-sewn-felt-dolls/2009/4/8/mimi-kirchners-hand-sewn-felt-doll.html

.

 O principio da bonequinha: