Pular para o conteúdo

De caixinhas e recortes

Tempo junto,

olho no olho.

Carinho, afeto.

Tesoura, embalagem vazia de chá e vontade de brincar. Casualmente as mãos começam a recortar e o menino, encantado, se surpreende com a pequena mágica de transformar potencial em brincadeira. “Uau! Quantos brinquedos dá pra fazer com uma caixinha de chá?!”, exclama surpreso.

Alegre, não resiste e colore carros, colchas, gatos, personagens. Demanda aviões e outras histórias. Mãe e filho, em reverência ao brincar. Momento singular, singelo, de acalentar a alma.

Anúncios
Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s