Pular para o conteúdo

a família pequetita

.

Encantei-me com a casquinha de noz

quando caminhava pelo Caminho de Santiago de Compostela,

há muitos anos atrás. O apelo de desapegar e levar consigo apenas o mínimo possível

não foi suficiente para que eu deixasse de colocar cuidadosamente as queridas casquinhas

dentro de uma caixinha rigida, para algum projeto futuro.

Finda a caminhada, guardada a caixinha. Eis que certo dia redescubro-a com alegria,

e ela adquire um nobre propósito: encabeçar um bonequinho para meu filho agora já nascido.

Como o menino não ficaria sozinho, fez-se a mãe e um bebezinho

para acompanharem nas brincadeiras

e em novos passeios a caça de tesouros…

.

Anúncios
Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s