Pular para o conteúdo

De papais e noéis – histórias do pequetito

Caminhando pelo shopping (já no mês de novembro)

vê o nosso pequetito um senhor-papai-noel.

Brancas barbas, largo abraço, mas nada de ho, ho, ho.

Continuando nosso trajeto, alta árvore e seus enfeites,

e novamente o senhor de vermelho veludo desfilando o ar da graça.

Em forma de grande boneco, de bonequinho e pingentes,

de feltro ou tecido, cantarolante ou desafinado.

Por que será afinal,

que tantos assim apareceram de repente?

Com dois aninhos agora completos, não sabe nosso pequetito

qual é a função exata desse senhor que se faz tão presente.

Ouviu que era Papai Noel,

acredita ser o Papai do Céu.

Ao entrar em uma loja, mais versões, de outras cores.

Pega um aqui, segura outro acolá. E define, em sua sabedoria infantil,

tudo que compreendeu sobre essa misteriosa figura,

comparando o bonequinho de tecido e o vovô senhor do abraço:

– Esse Papai Noel não fala. O alto fala.

E está dito.

 

Anúncios
Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s